Estava pensando em retomar os posts no blog, mas como ninguém mais faz isso, ou ninguém mais quer ler um artigo, a não ser que esteja no facebook… Hoje me lembrei de quando começou a “moda” de se fazer blogs, eu como milhares de pessoas entrei nessa, e a expressão que me veio a mente foi:

#FogoDePalha

“Em alguns estados brasileiros, palha é uma gíria para designar algo fácil, ruim ou com pouca aceitação. A expressão fogo-de-palha em alguns lugares do Brasil, pode significar algo que acaba rápido, que é mentira ou momentâneo. Exemplos: “Fulano está com fogo-de-palha pra criar um blog”…”

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Palha

 

Acho que não preciso falar mais nada… o que encontrei em minha pesquisa sobre o “tema”, expressou bem o que queria dizer…

 

Xoxoxo

Boa tarde!

Quanto tempo não passo por aqui…

Bom, minha vida não é mais a mesma, pois o Senhor tem me encontrado… obrigado Senhor, pelo Teu amor e por usar a vida de muitos vasos para me abençoar!

Que Deus nos abençoe!

Para fechar o ano, mais uma mensagem que recebi por e-mail. Dessa foi da Elaine, já aproveito para agradecê-la!

 

Lição de Ano Novo

Aprendemos que, por pior que seja um problema ou situação, sempre existe uma saída.

Aprendemos que é bobagem fugir das dificuldades.

Mais cedo ou mais tarde, será preciso tirar as pedras do caminho para conseguir avançar.

Aprendemos que perdemos tempo nos preocupando com fatos que muitas vezes só existem na nossa mente.

Aprendemos que é necessário um dia de chuva para darmos valor ao Sol, mas se ficarmos expostos muito tempo, o Sol queima.

Aprendemos que heróis não são aqueles que realizam obras notáveis, mas os que fizeram o que foi necessário e assumiram as conseqüências dos seus atos.

Aprendemos que, não importa em quantos pedaços nosso coração está partido, o mundo não pára para que nós o consertemos.

Aprendemos que, ao invés de ficar esperando alguém nos trazer flores, é melhor plantar um jardim.

Aprendemos que amar não significa transferir aos outros a responsabilidade de nos fazer felizes.

Cabe a nós a tarefa de apostar nos nossos talentos e realizar os nossos sonhos.

Aprendemos que o que faz diferença não é o que temos na vida, mas QUEM nós temos.

E que boa família são os amigos que escolhemos.

Aprendemos que as pessoas mais queridas podem às vezes nos ferir.

E talvez não nos amem tanto quanto nós gostaríamos, o que não significa que não amem muito, talvez seja o máximo que conseguem, mas graças ao Ágape aprendemos que há um amor incondicional, há um amor sem limites, é um amor que não cobra, é um amor que renova.

FELIZ 2011!

 Palavra ministrada em 08/12/2010 – quarta-feira, Culto – Comunidade Moriá Suzano

Nestes dias, nós temos cantado muito uma canção/música/louvor que diz: “Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus!” E nós precisamos entender que este: “TODAS AS COISAS”, verdadeiramente significam “TODAS AS COISAS, “all the things” ou como você quiser chamar”, sejam elas boas ou ruins!

Eu queria ler com você este versículo que está em Romanos 8:28, que diz: “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

E como é difícil entender isso, não é? Principalmente quando “ESTAS COISAS” são coisas tão preciosas ou importantes para nós!

Mas nestes dias tenho aprendido que Deus usa cada circunstância para nos ensinar e nos guiar ao centro de Sua santa vontade! Você consegue enxergar assim também na sua vida? Que aquele dia que você iria fazer algo que tanto esperava, teve que cancelar por determinado motivo… ou aquilo que você planejou, mas que acabou não aconteceu! Amém?

Um versículo que tem falado muito comigo neste dias está em provérbios 16:1, que diz: “O coração do homem pode fazer muitos planos, mas a resposta vem da boca do Senhor!

E a canção continua: Mas preciso aprender a confiar em Ti, mas preciso aprender a descansar em Ti!

E nós conseguimos CONFIAR? Nós conseguimos DESCANSAR?

Você já ouviu falar sobre uma palavrinha chamada “ANSIEDADE”?

O dicionário diz: 1 Aflição, angústia, ânsia. 2 Psicol Atitude emotiva concernente ao futuro e que se caracteriza por alternativas de medo e esperança; medo vago adquirido especialmente por generalização de estímulos. 3 Desejo ardente ou veemente. 4 Impaciência, insofrimento, sofreguidão.

E a bíblia diz em Mateus 6:27: E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura? – Responda para mim: NINGUÉM!!!

 

A bíblia nos fala em Êxodo 32, sobre o bezerro de ouro. Moises, o líder daquele povo, que tirou o mesmo do Egito, estava no monte, mas como ele estava demorando o povo ficou desesperado (como se estivessem sem proteção) e clamaram a Arão que fizesse para eles “deuses”, porque eles haviam perdido o seu referencial!

Olha o desespero do povo! E essa é uma necessidade do ser humano, ter que ver para crer, ter que ver para confiar e ter que ver para descansar!

É interessante o fato de que muitas vezes nós buscarmos em profetas, nos homens e mulheres de Deus palavras de Deus ao nosso respeito, sendo que se Deus quiser falar conosco ele pode usar até as pedras, ou como ele já usou uma mula!

Nisso eu consigo verificar que confiamos mais nas outras pessoas, do que em Deus e em nós mesmos! Falo isso por experiência, por vezes busquei por pessoas que tivessem dons de revelação, já fui a cultos em lares, igrejas… por que, eu prefiro crer no irmão que ora 24 horas por dia, do que acreditar que Deus possa falar comigo no silêncio, no meu coração… quando eu estiver buscando!

E nessa busca, havia um temor no meu coração de que eu não fosse como estes que buscam o futuro, em “videntes”! Consegue me entender? Usam profetas, pessoas de Deus, sugam suas forças e energias, na intenção de ouvirem o que desejam! E todas as vezes que eu busquei por profecias ao meu respeito, Deus não falou nada! É porque Ele não me ama? NÃO! É porque Ele conhece o meu coração, Ele sabe o nível de ansiedade existente nele!

Ah, como eu queria que Deus usa-se um vaso para falar algo sobre o meu ministério… será que não basta o que Ele tem colocado no meu coração? Por que é dificil crer que Deus fala conosco?

Meu irmão, você é um ser humano, dotado de inteligência, não existe nenhum outro ser com esta habilidade de pensar e entender as coisas! Deus diz que somos mais importantes do que todas as outras coisas!

Muitas vezes, Deus fala ao nosso coração, mas acabamos deixando de lado, pois pensamos ser pensamentos altos demais ou coisas da nossa cabeça. Se são pensamentos altos demais é porque não são nossos mesmo, mas sim de Deus!

            Você é capaz de ouvir Deus sim! Por que Ele te chamou! Amém?

Fiz parte de uma organização que parecia que todos tinham uma revelação de Deus menos eu! Pensava comigo: “Será que Deus só fala com eles?”. Meu irmão não deixe ninguém dizer que você não é capaz ou que você não pode!

O fato de Deus falar com o homem é para orienta-lo, auxilia-lo… as profecias servem para exortar, ensinar, ajudar e direcionar, mas como o homem é ansioso acaba se frustrando, pois ele não conhece a diferença entre o CRONOS e o KAIRÓS! 

           

Com relação a ansiedade, tenho uma promessa de Deus há uns 7 anos sobre a minha vida e eu sei que Deus é fiel para cumprir o que ele prometeu, mas como é dificil esperar, confiar e descansar! Não é? 

A palavra de Deus diz que as nossas respostas devem ser SIM, SIM e NÃO, NÃO!

Mas você sabia que Deus tem três respostas para nós? Você pode pensar que é uma heresia, mas não é: 1ª. SIM – Que todos nós queremos ouvir com relação a acontecimentos beneficos ao noss respeito; 2ª. NÃO – que ninguém gosta de ouvir; e 3ª. ESPERE – essa é a mais dificil…

E por isso nós precisamos entender que todas as coisas cooperam para o nosso bem!

Deus nestes dias tem me chamado para algo muito interessante, ele tem me chamado para ser rico para com Ele! Você já ouviu isso?

Hoje tem se pregado e falado muito sobre prosperidade na televisão, mas eu nunca ouvi ninguém utilizando estas palavras de que devemos SER RICO PARA COM DEUS!

Lucas 12:19-21 diz: “E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga. Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus

Eu entendo que ser rico para com Deus é buscar conhecê-lo e prosseguir neste conhecimento!

E conhecendo a Deus, vamos entender mais a cada dia que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que o amam! Que muitas vezes Deus vai usar a dor para nos levar ao centro de Sua vontade!

Que Deus nos abençoe e nos guarde!

Em Cristo,

Zhé😀

Boa tarde, a seguir colocarei a minha primeira palavra nos cultos de oração de quinta-feira na Comunidade Moriá em Suzano!

 

Espero que possam ser abençoados!

 

29/07/10

 

Em toda a palavra do Senhor nos vemos o cuidado de Deus para com os seus filhos.

E tem um texto na palavra do Senhor que me chama muito a atenção que está em II crônicas 7:14, é um versículo muito conhecido, mas que eu não conhecia o seu contexto.

 

Então, em II crônicas: fala sobre Salomão, filho de Davi, um homem dedicado ao seu reino e algo muito importante, ele era escolhido do Senhor, o Senhor era com ele. E o livro fala sobre as visitas do Senhor a Salomão.

 

No capitulo 1, fala sobre a visita do Senhor a Salomão, após ele ter oferecido sacrifícios ao Senhor, naquela mesma noite o Senhor o visitou – 2 CR. 1:7-12

 

O Senhor perguntou a Salomão o que ele queria…

 

Se o Senhor te perguntar hoje: “O que você quer?”

 

Vai fazer como o Pica-pau e dizer: “Dinheiro, fama, mulheres, iates, etc…” ou vai dizer o que Salomão disse ao Senhor?

 

Salomão disse – 2ª. Crônicas 1.8:12:

 

“E Salomão disse a Deus: Tu usaste de grande benignidade com meu pai Davi, e a mim me fizeste rei em seu lugar.

Agora, pois, ó SENHOR Deus, confirme-se a tua palavra, dada a meu pai Davi; porque tu me fizeste reinar sobre um povo numeroso como o pó da terra.

Dá-me, pois, agora, sabedoria e conhecimento, para que possa sair e entrar perante este povo; pois quem poderia julgar a este tão grande povo?

Então Deus disse a Salomão: Porquanto houve isto no teu coração, e não pediste riquezas, bens, ou honra, nem a morte dos que te odeiam, nem tampouco pediste muitos dias de vida, mas pediste para ti sabedoria e conhecimento, para poderes julgar a meu povo, sobre o qual te constituí rei,

Sabedoria e conhecimento te são dados; e te darei riquezas, bens e honra, quais não teve nenhum rei antes de ti, e nem depois de ti haverá”.

 

E o Senhor confirmou a sua palavra com relação a vida de Salomão. E no decorrer deste livro vemos o rei no comando da construção da casa do Senhor, conforme o Senhor havia dito que não seria Davi a construir, mas sim o seu filho.

 

Salomão orava por aquele lugar e no capitulo 2 cr. 7:11 – Salomão terminou a casa do Senhor. E naquela noite, apareceu o Senhor a Salomão pela segunda vez e disse que ouviu a oração dele e que escolheu a casa que ele construiu! 2 cr 7:12 e o senhor fez promessas a Salomão:

 

 

2Cr  

7:14  

E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.  

 

 

2Cr  

7:15  

Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar.  

 

2Cr

7:16

Porque agora escolhi e santifiquei esta casa, para que o meu nome esteja nela perpetuamente; e nela estarão fixos os meus olhos e o meu coração todos os dias.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2Cr

7:19

Porém se vós vos desviardes, e deixardes os meus estatutos, e os meus mandamentos, que vos tenho proposto, e fordes, e servirdes a outros deuses, e vos prostrardes a eles,

 

2Cr

7:20

Então os arrancarei da minha terra que lhes dei, e lançarei da minha presença esta casa que consagrei ao meu nome, e farei com que seja por provérbio e motejo – avacalhação – entre todos os povos.

 

2Cr

7:21

E desta casa, que é tão exaltada, qualquer que passar por ela se espantará e dirá: Por que fez o SENHOR assim com esta terra e com esta casa?

 

2Cr

7:22

E dirão: Porque deixaram ao SENHOR Deus de seus pais, que os tirou da terra do Egito, e se deram a outros deuses, e se prostraram a eles, e os serviram; por isso ele trouxe sobre eles todo este mal.

 

 

Não é preciso muita explicação ou especulações… está lançado a todos o segredo, basta apenas nos posicionarmos diante do Senhor como convém!

 

Devia ter postado antes, pois hoje não lembro muito sobre o que mais falei! Este foi o esboço por mim utilizado!

 

 

Que Deus nos abençoe!

 

 

Em Cristo,

 

Zhé😀

 

“Mestre, qual é o grande mandamento na lei? E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas” ( Mt 22:36 -40).

O mais difícil é ajudar em silêncio, amar sem crítica, dar sem pedir, entender sem reclamar…
A aquisição mais difícil para nós todos chama-se paciência.
Ah! Se vendessem paciência nas farmácias e supermercados… Muita gente iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia.
Por muito pouco a madame que parece uma ‘lady’ solta palavrões e berros que lembram as antigas ‘trabalhadoras do cais’…
E o bem comportado executivo? O ‘cavalheiro’ se transforma numa ‘besta selvagem’ no trânsito que ele mesmo ajuda a tumultuar…
Os filhos atrapalham, os idosos incomodam, a voz da vizinha é um tormento, o jeito do chefe é demais para sua cabeça, a esposa virou uma chata, o marido uma ‘mala sem alça’.
Aquela velha amiga uma ‘alça sem mala’, o emprego uma tortura, a escola uma chatice.
O cinema se arrasta, o teatro nem pensar, até o passeio virou novela.
Outro dia, vi um jovem reclamando que o banco dele pela internet estava demorando a dar o saldo, eu me lembrei da fila dos bancos e balancei a cabeça, inconformado…
Vi uma moça abrindo um e-mail com um texto maravilhoso e ela deletou sem sequer ler o título, dizendo que era longo demais.
Pobres de nós, meninos e meninas sem paciência, sem tempo para a vida, sem tempo para Deus.
A paciência está em falta no mercado, e pelo jeito, a paciência sintética dos calmantes está cada vez mais em alta.
Pergunte para alguém, que você saiba que é ‘ansioso demais’ onde ele quer chegar?
Qual é a finalidade de sua vida?
Surpreenda-se com a falta de metas, com o vago de sua resposta.
E você?
Onde você quer chegar? Está correndo tanto para quê? Por quem?
Seu coração vai agüentar?
Se você morrer hoje de infarto agudo do miocárdio o mundo vai parar?
A empresa que você trabalha vai acabar?
As pessoas que você ama vão parar?
Será que você conseguiu ler até aqui?
 

Respire…

Acalme-se…

O mundo está apenas na sua primeira volta e, com certeza, no final do dia vai completar o seu giro ao redor do sol, com ou sem a sua paciência….

 
Pense nisso!!😀
Valew Má!

Boa tarde!

Você já orou muito por uma coisa e depois de algum tempo se esqueceu do que havia orado? E quando, como se num estalo percebeu que o que pediu está diante do seu nariz… como você reagiu?

O texto a seguir recebi por e-mail há um ano! Mas, Deus tem tempo para todas as coisas. Enfim, segue um texto que expressa bem o quero dizer:

“Pedi, e dar-se-vos-á;…” (Mateus 7:7)

Você  já pediu algo a Deus e depois percebeu que não foi uma boa ideia? Pareceu-lhe que a resposta veio de uma maneira que não era a que você esperava? Quem não ouviu a advertência: não peça paciência para Deus pois ele, junto com a paciência, lhe dará os problemas para exercitá-la?

Pediu perseverança e teve de enfrentar um desafio longo; pediu mais amor e parece que todos os chatos se apegaram a você; pediu coragem e todos os medos se manifestaram. A impressão é que você está recebendo o contrário do que pediu.

Por incrível que pareça este é o tipo de oração que Deus responde sempre, e com muito prazer. Nós é que não compreendemos o método que Ele usa e ficamos achando que a resposta veio equivocada. Vamos entender como Deus faz isso?

Deus nos ama e quer ter conosco um relacionamento. Ele não quer ser uma divindade longínqua nem um ídolo mudo a quem apenas fazemos pedidos e Ele, como um despachante celestial, fica enviando os produtos das nossas respostas. Ele quer que tenhamos consciência da Sua presença e do Seu amor em nossas vidas.

Ele prometeu que estaria conosco todos os dias até o fim dos tempos (Mateus 28:20) e por isso, muitas vezes, responde nossas orações com situações e circunstâncias nas quais só será possível vitória se nos mantivermos em Sua presença, orando sem cessar. Ou seja, mantendo comunhão com Ele.

“Senhor, quero ter comunhão contigo sempre e mesmo em meio às dificuldades quero te buscar incessantemente.”

 Que Deus nos abençoe e nos permita permanecer em Seu amor!

Zhé😀

Eu aprendi…

…que ter uma criança adormecida nos braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo;

Eu aprendi …que ser gentil é mais importante do que estar certo;

Eu aprendi… …que eu sempre posso fazer uma prece por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma;

Eu aprendi… …que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir juntos;

Eu aprendi… …que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender;

Eu aprendi… .. .. que os passeios simples com meu pai em volta do quarteirão nas noites de verão quando eu era criança fizeram maravilhas para mim quando me tornei adulto;

Eu aprendi… …que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos;

Eu aprendi… …que dinheiro não compra ‘classe’;

Eu aprendi… …que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular;

Eu aprendi… …que debaixo da ‘casca grossa’ existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada;

Eu aprendi… …que Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa ?

Eu aprendi… …que ignorar os fatos não os altera;

Eu aprendi… …que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas esta permitindo que essa pessoa continue a magoar você;

Eu aprendi… …que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas;

Eu aprendi… …que a maneira mais fácil para eu crescer como pessoa , é me cercar de gente mais inteligente do que eu;

Eu aprendi… …que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso;

Eu aprendi… …que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa;

Eu aprendi… …que a vida é dura, mas eu sou mais ainda;

Eu aprendi… …que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.

Eu aprendi… …que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar;

Eu aprendi… …que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engoli-las;

Eu aprendi… que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência;

… Eu aprendi… …que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito;

Eu aprendi… …que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando você esta escalando-a;

Eu aprendi… …que só se deve dar conselho em duas ocasiões: quando é pedido ou quando é caso de vida ou morte;

Eu aprendi… …que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.

Eu aprendi… ..que Deus sem mim é Deus, e eu sem Deus NADA sou! NADA! ( William Shaskeapeare )

Boa tarde, pessoa!

Hoje recebi este texto via e-mail do Hercimar lá de Minas… muito legal! É grande, mas vale a pena!

Ah… em breve new post’s no blog de palavras que o Senhor compartilhou comigo!

CASAMENTO

Naquela noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: “Tenho algo importante para te dizer”. Ela se sentou e jantou sem dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.

De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando. Eu queria o divórcio. E abordei o assunto calmamente.

Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente  perguntou em voz baixa: “Por quê?”

Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou “você não é homem!” Naquela noite, nós não conversamos mais. Pude ouví-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim  a Jane. Eu simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.

Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa.

Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.

No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.

Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Eu a ignorei e voltei a dormir.
Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma mais natural possivel. As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus examos no próximo mês e precisava de um ambiente propício para prepar-se bem, sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus pais.

Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis.

Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito e achou a idéia totalmente absurda. “Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio” ,disse  Jane em tom de gozação.

Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo, então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo “O papai está carregando a mamãe no colo!” Suas palavras me causaram constrangimento. Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os olhos e disse baixinho “Não conte para o nosso filho sobre o divórcio” Eu balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o trabalho e eu dirigi para o escritório.

No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito, eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela. Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste estado.

No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior com o corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.

No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.

Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela

disse “Todos os meus vestidos estão grandes para mim”. Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias.

A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso… ela carrega tanta dor e tristeza em seu coração….. Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos.

Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse “Pai, está na hora de você carregar a mamãe”. Para ele, ver seu pai carregando sua mãe todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo. Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.

Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras: “Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o tempo”.

Eu não consegui dirigir para o trabalho…. fui até o meu novo futuro endereço, saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia…Subi as escadas e bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela “Desculpe, Jane. Eu não quero mais me divorciar”.

Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa “Você está com febre?” Eu tirei sua mão da minha testa e repeti “Desculpe, Jane. Eu não vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor. Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos separe.

A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouví-la chorando compulsivamente. Eu voltei para o carro e fui trabalhar.

Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi:  “Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe”.

Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde encontrei minha esposa deitada na cama – morta.
Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio – e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu filho, eu sou um marido carinhoso.

Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num relacionamento. Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!

Se você não dividir isso com alguém, nada vai te acontecer.

Mas se escolher enviar para alguém, talvez salve um casamento.
Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam que estavam tão perto do sucesso e preferiram desistir…
UM CASAMENTO CENTRADO EM DEUS É UM CASAMENTO QUE DURA UMA VIDA TODA.

Mensagem especial e importante para os colegas de classe:

Exame de Suficiência volta a ser aplicado aos profissionais da Contabilidade – 21-06-2010
Com a aprovação da Lei nº 12.249, de 11 de junho de 2010, está de volta o Exame de Suficiência para os profissionais da Contabilidade, a partir do segundo semestre de 2010. Por determinação do Conselho Federal de Contabilidade – CFC, em consonância com os 27 Conselhos Regionais de Contabilidade – CRCs de todo o país, reunidos na sexta-feira, 18 de junho, na sede do CFC em Brasília, foi formada uma comissão técnica, composta por conselheiros de todo o Brasil, para estudar o assunto e direcionar as ações futuras, inclusive, a preparação do exame em âmbito nacional.
Como primeira medida, ficou estabelecido um período de 45 dias para os profissionais da Contabilidade assimilarem e se adaptarem ao novo sistema. Sendo assim, os bacharéis em Ciências Contábeis poderão requerer seus registros nos Conselhos de sua localidade, até o dia 31 de julho, sem a necessidade do Exame de Suficiência. A partir de 1º de agosto de 2010 os registros profissionais só serão concedidos mediante a aprovação do Exame de Suficiência.
“A nova legislação da Contabilidade brasileira traz a necessária modernidade para a profissão, com benefícios diretos para as empresas e a sociedade que a antiga Lei, 9.295, de 1946, já não contemplava. Atualmente, surgem, a cada dia, novas imposições de controles contábeis, seja pelo extremo dinamismo da economia globalizada, seja pela evolução da sociedade”, diz em nota Juarez Domingues Carneiro, presidente do Conselho Federal de Contabilidade.
“O Exame de Suficiência é fundamental para os profissionais da Contabilidade, porque vai garantir a excelência na qualidade técnica dos serviços contábeis, especialmente neste momento em que estamos buscando a adequação das Normas Brasileiras de Contabilidade aos Padrões Internacionais”, diz Maria Clara Cavalcante Bugarim, vice-presidente de Desenvolvimento Profissional e Institucional do CFC e presidente da Academia Brasileira de Ciências Contábeis.

Obrigado Álvaro!

by: Zhé!

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.